Adega

O edifício da adega, que já foi simultaneamente lagar de azeite e data do século XVIII, foi recuperado e renovado. Desenvolve-se em 3 pisos.

No mais alto foi-lhe acrescentada uma zona de recepção, com tapete de triagem e desengaçador, de onde as massas passam directamente para os lagares de granito. São nestes fermentadas, com pisa a pé, processo que pode demorar até uma semana. Depois dos lagares, localizados no piso intermédio, passam para a zona de prensagem e armazenamento em inox. Todo o equipamento, depósitos de inox, prensa, etc., incluindo sistema de frio, permite vinificação em perfeitas condições de higiene e modernidade.

No piso inferior encontram-se as barricas de carvalho, onde o vinho estagia por periodos determinados pelo enólogo. Esta disposição, que acompanha a morfologia do terreno, permite utilizar a força da gravidade e minimizar a necessidade de meios mecânicos.

Todo o conjunto beneficia de isolamento térmico e presenteia quem nele entra com o maravilhoso aroma de gerações de colheitas envelhecendo paciente e graciosamente.